Um pouco de história - Estamos em 1991. Um homem chamado P. J. Oune, cujas preocupações religiosas não são até este dia uma prioridade (para não dizer mais), encontra-se neste mundo em posse de

 

Infos pratiques


tl4
icone

Um pouco de história

Texte publié le 01 janvier 2002 proposé par Regis
Estamos em 1991. Um homem chamado P. J. Oune, cujas preocupações religiosas não são até este dia uma prioridade (para não dizer mais), encontra-se neste mundo em posse de tudo o que a nossa sociedade moderna presume ser a receita da felicidade: dinheiro, família feliz, amigos e relações, crianças maravilhosas, etc. No entanto, uma manhã, tomando consciência de que qualquer coisa faltava nesta visão que ele tinha sempre considerado como sua, ele sente uma grande melancolia. O que lhe falta para que, possuindo tudo, ele não consiga ser feliz ? Porque não consegue ele apreciar tudo o que lhe diziam ser "a" realização última de uma sociedade tão bem organizada ? Ele sente-se incompleto, com a impressão de que o seu ser é mais do que isto, mas sem compreender verdadeiramente o que lhe faz tanta falta.
Uma noite, enquanto a sua tristeza aumenta, trabalhando nos seus negócios, ele vê subitamente o seu lápis pela primeira vez escrever sozinho entre as suas mãos que se tornaram num simples suporte. Palavras dificilmente decifráveis, de início, depois, frases de uma grande clareza. Ele acabou de praticar pela primeira vez a escrita automática sem o ter solicitado. Começa um novo caminho que lhe mostrou, que para aproveitar e apreciar o que ele possuía, era preciso acrescentar uma dimensão suplementar, aquela que existe desde os primórdios, aquela que o homem detém em si próprio desde a sua chegada à terra e cujas marcas são visíveis nas grutas pré-históricas: a comunicação e o ensinamento dos espíritos num Deus de amor e tolerância.
Ele aprendeu portanto. Ele compreendeu também. Ele ficou tranquilo e em paz.
Em 1998, os espíritos começaram os ditados. Esses ditados espíritas deixavam a sua forma habitual centrada sobre Oune e o seu trabalho interior para se tornarem mais gerais, transmitindo pela sua caneta um texto chamado "Memória Espirita". Uma noite, num fórum (num site da Internet), uma pessoa um pouco desesperada atraiu a sua atenção. Enviou-lhe "Memória Espirita – Texto 1" que os leitores irão ler nas páginas seguintes. Tendo encontrado o que ele também não conseguia compreender, essa pessoa decidiu transmitir esses textos na Internet, para os oferecer a todos aqueles que procuram, não "a" solução, pois não está em questão substituir um dogma por outro (ou por outros, se considerarmos no processo todas as religiões que pretendem ser as únicas a transmitir a palavra de Deus), mas, antes, oferecer um caminho diferente já mil vezes utilizado por todos os homens, onde espiritualidade é sinónimo de encontro com o "tudo" sem outro obstáculo nem regra a não ser uma fé sincera e profunda.
A Aliança Espírita nasceu. Hoje, conta com numerosos membros no mundo, bem como numerosos sites na Internet, reivindicando uma comunicação sem dogma, sem religião, no amor e na fraternidade.
Publicamos este livro que nunca será comercializado pois, como nos ensinam os espíritos: "O médium serve Deus servindo os homens" e de modo algum está em questão aqui algum comércio. " Tu não farás comércio do espírito ; o espírito pertence a Deus", é o que nos pede o "invisível" através dos textos de Oune.
Dedicamos um pensamento a todos os médiuns da Aliança, como a todos os nossos membros no mundo inteiro. De Madagáscar ao Canadá, de Paris a Toulouse, nós não podemos citar-vos todos, mas pensamos em cada um e esperamos que este livro que acabam de receber simbolize a ligação a uma verdadeira fraternidade recente, para que amanhã possam todos tomar a palavra dos espíritos com a felicidade de viver em harmonia num mundo por vezes tão duro para muitos.
Que Deus ajude cada leitor deste livro, pois sem Ele nada é possível.
Thomas de Martini
Plan du site · Recommander ce site
Tous droits de reproduction réservés (c) 2011
Tous les textes · Toutes les questions · Tous les avis · Toutes les lectures · 
spiritisme esprits spiritualite